domingo, 10 de junho de 2012

Seminário Internacional:Os neurônios da leitura


No dia 6 de julho, no Rio de Janeiro e no dia 13 de julho, em Santa Catarina, o Instituto Alfa e Beto traz ao Brasil, Stanislas Dehaene, um dos mais renomados neuropsicólogos da Europa. Suas pesquisas abordam as bases neurais de funções cognitivas humanas, onde o cálculo e a linguagem se fazem presentes. A palestra de Dehaene terá como enfoque seus estudos publicados no livro: Os Neurônios da Leitura.
Se ler não fosse tão importante para as funções cerebrais diversos neurocientistas nem indicariam este hábito, mas muitas conexões sinápticas ocorrem através da leitura.
Para Dehaene (2012, p.82),
O reconhecimento de uma palavra exige que múltiplos sistemas cerebrais se conciliem numa interpretação unívoca da entrada visual. O tempo que demoramos a ler uma palavra depende portanto mais de suas propriedades intrínsecas que dos conflitos ou coligações que induzem no seio da nossa arquitetura cerebral.
De acordo com Zorzetto (2009, p 161), a leitura mantém as sinapses ativas e contribui para evitar manifestações demenciais, mesmo quando o cérebro envelhece biologicamente:
…Investigando o cérebro de pessoas que morreram com mais de 80 anos e aparentavam ser saudáveis do ponto de vista neurológico, Ricardo Nitrini, da USP, descobriu que uma em cada quatro idosos apresentava as lesões típicas do Alzheimer. “O que explica porque essas pessoas estavam bem é o alto grau de escolaridade e o nível intelectual elevado”, afirma… Na opinião do neurocientista Iván Izquierdo, especialista em memória, a leitura é a melhor maneira de manter as sinapses ativas. “Quando alguém lê usa vários tipos de memória”, disse Izquierdo em uma entrevista anos atrás.
Conforme entrevista de Izquierdo ao Jornal ZH,
Drogas, como a Ritalina, só são indicadas para quem tem déficit de atenção. Mas quem não tem a doença e quer ter um cérebro saudável, eu recomendo ler. Esse é o melhor exercício que alguém pode fazer com o cérebro. O uso constante da memória a estimula. É como um músculo: quanto mais se usa, melhor funciona. Mas não se deve fazer um uso abusivo da memória. Na hora de dormir, devemos descansar. Cada coisa tem seu momento.
No site www.educarparacrescer.com.br, além de diversas dicas de leitura, existe também este folder com indicações sobre os benefícios que a leitura nos traz...


Imagem:www.educarparacrescer.com.br
ZORZETTO. A importância da leitura para o cérebro. Revista Fapesp, São Paulo, n. 161, p. 23, jul. 2009.
JORNAL ZERO HORA. Ler é o melhor exercício para o cérebro. 27/01/2012. Disponível online em http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/noticia/2012/01/ler-e-o-melhor-exercicio-para-o-cerebro-3644182.html    Acesso em 09/06/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário